sexta-feira, 31 de julho de 2009

Aconteceu no Velho Oeste




O texto abaixo, foi gentilmente cedido à Torre pelos amigos do blog Xapecó - O X da Questão http://www.xapeco.com.br/
As palavras (ou expressões) em destaque, são nomes de cidades ou lugares, a maioria do oeste de Santa Catarina.
Servem também como link para o Site oficial do município citado, onde os amigos poderão confirmar que existem mesmo, e poderão também conhecê-los melhor.
O autor é desconhecido, conforme informado pelos administradores do "X".
Aconteceu no Velho Oeste
O Abelardo Luz estava conversando com o Coronel Freitas, numa festa da Dona Irani, esposa do seu Dionísio Cerqueira, quando lhe contou o seguinte episódio:

Estava eu em um Novo Horizonte da vida, resolvi sair para um Descanso. Sentado à porta de um Barracão, deparei-me com uma Formosa menina, que se aproximava. Agradeci a Santa Terezinha, que Progresso. Fiquei no Paraíso, mesmo estando no Sul do Brasil.
Pensei comigo mesmo, Quilombo, não suportei. Ela estava Lindóia, fui abrindo suas lindas perninhas para contemplar sua Anchieta, que Maravilha aquele Capinzal, que Riqueza ter na frente uma Princesa. E com a ponta dos dedos comecei a tocar o seu Vargeão, que Campina da Alegria.
Quase Caibi de costas quando senti um calor no Pessegueiro. Foram aquelas Águas de Chapecó. Ela queria dinheiro, mas eu estava sem Pratas, nem Ouro.

Pensei, ela não
Concórdia comigo, mas disse-lhe vamos lá naquele Arvoredo vai ser ali, Entre Rios, com a Ponte Serrada. Rolamos então por uma Serra Alta até encontrar uma Vargem Bonita. Com delicadeza acariciei Iraceminha. Recebi um tapa na orelha, PAIAL!!!

Ela voltou-se e disse-me tire a Mondai e deu um Saltinho. Não me intimidei e botei sua mão no meu Tigrinho, perguntei Chapecó e ela respondeu Xaxim.

E completou, tens um Palmito que é um Modelo. Pensei… Seara que ela está falando a verdade?
Fui acariciando seu Belmonte ela ajeitou-se e ficou com a Cordilheira Alta. Fui introduzindo o Guatambu na Ilha Redonda. Iporã para todo Oeste. Naquela época eu era um Araçá.
Rezei a Santo Antonio para casar. Hoje não passo de um Erval Velho e só me resta Saudades.
Itá encerrado o assunto.

Abraços

_____________________________

7 comentários:

Anônimo disse...

e eu só de ouvido ligado na prosa do Abelardo Luz e do seu Coronel Freitas...
e depois dizem que só as mulheres falam de suas conquistas rs
eu LA(l)GUNA vez falei alguma coisa?
Queira ir pra Torres, prá daí daria a maior confusão, porque
poderiam confundir essa Torre com Torres , que já fica no RS...
mas isso é outro "causo" rs.
.
sempre lindo por aqui Quasímodo bj*sss
Uns.. sua dica foi preciosa, porque ando meio afastada, e quero saber outros causos né?rs
bj*ss

livy* disse...

fui eu, livy* que deixou a mensagem; favor trocar "prá" por "mas" rs

Fátima N. disse...

____meu camaradinha querido...
uma leitura pra lá de brejeira, de malicias infantis e trejeitos bem brasileirinhos...uma delícia.
é sim.
.
um beijo, meu amigo

Milly disse...

Ô,que texto divertido!
Entendi tudinho!
Pensando aqui,se algum fato semelhante aconteceu,pra que algumas cidades tivessem estes nomes pitorescos...rs
.
Deixo beijos,tá?
.
.

Lu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
krika disse...

Eta postagem gauchesca,Bah!
Eu aqui de fora num pio,por causo di quê ,mineira sempre disconfia de tudo,né memo?
Amigo e afilhado...será que não deixei minha chave pelo bidê? risossss.Se eu deixar no bidê do sudeste,molha tudinho!

Lu disse...

Amigo, fui arrumar a estórinha e acabei excluindo ali em cima o comentário...
Desculpe!
Beijos!

 
Letras da Torre - Templates Novo Blogger